Podem ficar tranquilos que apesar do livro ser para maiores de 18 anos, a resenha não é. Então continuem a leitura sossegados.
 Cinquenta Tons de Cinza 
Autor(a): E L James
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572186
Ano: 2012
Páginas: 455
Avaliação: 4/5
Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja, mas em seus próprios termos.

Então eu finalmente li 50 tons de cinza...
Bom não sei muito bem o que falar sobre o livro, afinal cinquenta tons de cinza é uma fan fic de twilight, quem já leu twilight tem uma noção de como é fifty shades. Apesar disso, não podemos desmerecer o trabalho da autora, mesmo com uma escrita meio superficial, e alguns diálogos meio infantis, a autora teve sacadas bem legais, como por exemplo a deusa interior da Ana. Os "diálogos" interiores da personagens são bem cómicos e dão uma certa leveza ao conteúdo sadomasoquista da história.
Anastasia conhece Christian ao fazer uma entrevista com ele para o jornal da faculdade no lugar de sua amiga Kate que ficou doente, a partir daí os dois se envolvem e Christian faz uma proposta nada convencional para Ana.
Eu confesso que apesar de ser uma história sobre dominante e submissa, e sexo nada convencional, tirando essa parte, eu me senti muito atraída pela série, a Anastásia e seus temores, Christian e seu passado sombrio, definitivamente eu fiquei querendo saber mais ao terminar o livro, e como uma boa compulsiva já comecei a ler o segundo volume.
Fifty Shades é aquela coisa, se você abrir a mente e passar por cima de alguns detalhes a história é interessante, ela prende o leitor, mesmo sendo uma fan fic, ou seja, pouco original, tem seu valor. Eu espero não me decepcionar, eu espero que a Ana consiga salvar o Christian, e parando para pensar eu acho que é esse o ponto, é exatamente por causa dessa esperada redenção e o viveram felizes para sempre que o livro atraiu tantos leitores. Claro que o fato de o Christian ser lindo, maravilhoso e quente conta pontos, mas em contra partida ele é um maníaco por poder que de repente se vê atraído por uma garota doce, inexperiente e que está disposta a mergulhar em um mundo que não conhece somente para tê-lo. O inimaginável e desconhecido desperta definitivamente os desejos mais profundos dos leitores, não pelo sexo, mas por um homem que não conheceu o amor achar uma garota que o ama, e por uma garota que nunca havia se interessado por ninguém finalmente se interessar e o que é melhor ela é correspondida, sem dúvida nenhuma todos os Christians ou Anas gostariam que lhes acontecesse algo assim.

O livro não é recomendado para menores de 18 anos e existe uma razão para isso, apesar de não ser isso tudo de erótico, existe um motivo para a classificcação, então nada de ler escondido ou sei lá, talvez você entenda as situações de forma errada, enfim...


Acho que consegui desabafar tudo que senti ao ler a história.