Autor(a): Meg Cabot
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501097415
Ano: 2012
Páginas: 308
Avaliação:5/5
Sinopse:
O poder especial de Meena Harper finalmente será valorizado. A Guarda Palatina - uma poderosa unidade secreta que caça demônios - a contratou para trabalhar na filial de Manhattan. A questão é: seu ex-namorado, Lucien Antonesco, é filho do Drácula e o príncipe da escuridão. Tudo bem, Meena decidiu que já chega de vampiros em sua vida... Ao menos até que consiga provar que, mesmo não tendo alma, os seres demoníacos não perderam a capacidade de amar.

 Apesar de saber que Insaciável foi escrito para fazer uma crítica aos vampiros que viraram febre no mundo literário, eu simplesmente Amei Insaciável e Mordida. Os livros são ótimos e os personagens nem se fala!

 A história em Mordida é focada em um livro de horas que a mãe de Lucien escreveu e que está perdido há muitos, muitos anos. O futuro da humanidade depende desse livro, com ele Lucien se tornará mais perigoso do que já é, e claro que a palatina, principalmente Alaric Wulf querem impedir que isso aconteça. E é claro que Meena Harper se mete em muitas confusões.

 Em Mordida Meg menciona o brasil em alguns momentos, pois ela criou os vampiros Lamir que são brasileiros e migram para os Estados Unidos, eles são muito perigosos pois dilaceram totalmente suas vítimas, bebem não só o sangue como comem sua carne também, Ugh!

 Além disso, funcionários da Palatina começam a desaparecer e alguns conhecidos de Meena são transformados em vampiros. Não é spoiler!

 Podem esperar bastante ação, Meg escreve maravilhosamente bem e apesar de não ter dado a história o final que eu queria, eu gostei da visão dela e gostei do final sim, apesar de tudo.

 Isso é tudo que posso dizer pessoal, leiam e tirem suas próprias conclusões, só o que posso garantir é que ler Meg Cagot nunca é perda de tempo!


Beijos e até a próxima resenha.