Olá pessoal, venho hoje com mais uma resenha para vocês. Espero que gostem!

Lilac

Autor(a): Deise C Muller
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576796442
Ano: 2012
Páginas: 392
Avaliação: 4/5
Sinopse: Lilin, uma succubus ambiciosa, tenta aniquilar Lúcifer. E como punição, é enviada a Terra e destituída de seus poderes. Transformada em feiticeira, Lilin assume vários consortes e começa um plano para reinar sobre os seis clãs dos feiticeiros. Meg cresceu acreditando ter herdado habilidades mágicas de sua tataravó feiticeira. Abandonada ainda bebê pela mãe, seu pai tenta fazer com que ela e sua irmã se interessem pela arte oculta, porém a última coisa que uma adolescente quer é aprender feitiços com sangue de galinha e adagas afiadas. Entretanto, quando Lauren, sua irmã, é assaltada e baleada, e Lucas seus ex-namorado, desaparece misteriosamente Meg se arrepende de não seguir os conselhos do pai. Meg retorna à cidade onde cresceu, para se afastar da dor do passado e da acusação nos olhos do pai. Seu passado, no entanto, não está disposto a deixá-la em paz. Craft, o suspeito inicial no desaparecimento de Lucas, acaba sendo o rei do clã Domovoi, o mais poderoso dos clãs, e sua única esperança de escapar de seu caçador, e da escuridão na qual seu coração se afundou. Mas quando sobreviver pode significar ser um receptáculo ambulante para um demônio que planeja destruir tudo o que você ama, e morrer significa destruir o coração daqueles que te amam, o que fazer? Um demônio banido… Uma linhagem condenada… E uma atração inevitável. O amor realmente supera tudo?


Lilac é uma história forte, que cativa, que para ser mais exata, é viciante, e não te deixa pensar em outra coisa.
A Megan é uma personagem decidida e sem pudores sabe, nada de mimimi, o que ela quer ela vai lá e faz, e eu simplesmente adorei encontrar uma protagonista assim, que se doa, mas é forte, e não deixa os outros agirem por ela. A história gira em torno de feiticeiros, bons e maus e um demônio banido que deseja retornar no corpo de seus descendentes. Não vou falar mais sobre isso, pois acho que a sinopse já entrega muito do enredo.
A narrativa da Deise é surpreendente, em momento nenhum a história fica chata, o livro contém VÁRIAS cenas picantes, de sexo explicito, então é para ler sem pudor nenhum, afinal a Megan é uma mulher adulta, e como eu disse bem resolvida. Mas não é nada chato ou apelativo, entre uma cena de sexo e outra a história tem muita ação. Muitos pontos são resolvidos nesse primeiro livro, o que não deixa tanta coisa pelo caminho como os livros que tem continuação costumam fazer. Lilac é uma história que contém ação, sensualidade e humor inclusive, ou seja, não dá para reclamar de nada. A diagramação caprichada e a capa nem se fala. A escrita da Deise é tão boa que quando você percebe já leu as 390 e poucas páginas, ela detalha coisas importantes, nós connhecemos melhor a história dos feiticeiros e de alguns personagens, o Craft, a Helen e o Delion são muito apaixonantes. Sem falar que a autora descreve lugares e sensações sem desacelerar o ritmo, ou entediar o leitor.
Lilac é definitivamente um livro que eu recomendo.
Mas eu tenho que comentar pessoal, que final... estou até agora pensando que final, estou louca pela continuação.

Por hoje é só pessoal, beijos e até o próximo post!