Olá pessoal.


As Vantagens de Ser Invisível



Autor: Stephen Chbosky
Editora: Rocco
ISBN: 9788532522337
Ano: 2012
Páginas: 223
Sinopse: Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.

Bem está sinopse já relata o suficiente sobre a história, então vou me ater somente a minha experiência com a história.
Charlie é um menino doce, meigo, até ingênuo, que passava despercebido pela vida, até conhecer Sam e Patrick, ambos mudarão a vida do Charlie para sempre, ao lado deles Charlie irá aprender o que realmente é a vida, inclusive terá experiências amorosas,e aprenderá que é querido sim por várias pessoas.
A história aborda temas bem polêmicos, como, drogas, homossexualidade, liberdade de expressão e abusos de todos os tipos e formas.


Ao longo da leitura fica claro o quanto Charlie sente falta de uma tia que morreu, e que ele tem a certeza de que é culpa dele. Mas, somente no final, e está bem implícito, fica claro para o leitor o que aconteceu com o protagonista, e o quanto os amigos são importantes para ele.
Os personagens são reais, poderiam ser qualquer um a sua volta, talvez você mesmo seja um Charlie, e só saberá ao ler o livro.
A narrativa nos deixa ansiando por conhecer mais dos outros personagens, saber o que eles pensam do Charlie, principalmente por ele ser tão confuso às vezes, mas isso é característico de sua personalidade eu diria.

O livro é envolvente, é. Mas há livros também bem interessantes sobre o gênero por aí, o que pecou e ao mesmo tempo é peculiar ao livro é sabermos somente o ponto de vista do Charlie.
No final das contas você vai me perguntar se eu gostei? Sim, gostei e recomendo, e tenho certeza que o filme complementou bem a obra, dando o quê final para os que ficarem curiosos com o final do livro.



Por isso, leiam o livro e assistam o filme, depois passem aqui para dizer o que acharam ok?!
Por hoje é só Beijos e até a próxima.